MORTES – Mortes por afogamento em Minas Gerais já chegaram a 35 em 32 dias
03/02/2016 07:03 em Cidade

O estado de Minas Gerais já registrou em 32 dias do ano, 35 mortes por afogamento, uma média de uma morte por dia e a preocupação agora é com o carnaval. O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais vai realizar diversas ações educativas e preventivas nas principais lagoas, cachoeiras e balneários do estado, como a Represa de Furnas, Três Marias e Serra do Cipó. Na região de Lavras o trabalho vai se concentrar às margens do Lago do Funil, sobretudo no distrito de Macaia.

Os militares dão dicas para as pessoas que forem curtir o feriado em cachoeiras, rios, lagos e outros locais, segundo eles, é recomendado que elas procurem locais onde há guarda-vidas ou o Corpo de Bombeiros, devem ficar atentos e respeitar placas e faixas de advertência, não entrar na água se ingerir bebidas alcoólicas, não deixar crianças sozinhas, não permanecer próximo a embarcações, evitar brincadeiras perigosas, e não nadar sozinho.

Ontem duas pessoas de Lavras morreram afogadas no rio Capivari, onde também haverá trabalho de prevenção dos bombeiros.

jornaldelavras.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!