AJUDA – H1N1: Prefeito de Lavras MG recorre ao Estado
07/04/2016 09:47 em Cidade

Lavras está em alerta em relação ao risco de contaminação pela gripe H1N1, não apenas Lavras, mas toda região do Sul de Minas, devido à proximidade com São Paulo. Aquele estado já registrou 372 casos da doença, com 55 mortes, segundo dados do Ministério da Saúde.

A preocupação dos moradores de Lavras são com os casos em Nepomuceno e Campo Belo: em Nepomuceno, a morte de um homem de 63 anos pode ser o terceiro caso de óbito associado à gripe na cidade em apenas duas semanas. Os números oficiais no estado, de acordo com o Ministério da Saúde, são de três pessoas contaminadas, das quais duas morreram. No país, são 444 registros da doença e 71 óbitos neste ano. Em 2015, foram 36 mortes.

Os casos em Nepomuceno levaram o prefeito Marcos Memento a decretar estado de emergência. Memento pediu ao governo estadual o envio urgente de vacinas, além disso, contratou pessoal para atuar na limpeza urbana e também em ações preventivas. Segundo ele, o governo de Minas já acenou com liberação de recursos financeiros destinados à prevenção.

Em Lavras há uma suspeita de morte provocada pela gripe, um caso foi confirmado e outros 10 estão sob investigação. Em Varginha tem um caso suspeito e em Guaxupé são quatro suspeitas da gripe, com duas mortes.

Em Campo Beloocorreram dois óbitos associados à H1N1, as mortes estão sendo investigadas. Um advogado, de 38 anos, morreu no sábado. Uma adolescente, de 16, faleceu na quinta-feira passada. Por meio de nota, a prefeitura daquela cidade informou que notificou o Ministério da Saúde e a Secretaria de Estado da Saúde para que antecipem o envio de vacina. Os prefeitos de Campo Belo e Nepomuceno agiram rápido e já foram atendidos pelo Governo do Estado.

Na tarde de hoje, quarta-feira, dia 6, a assessoria de Imprensa da Prefeitura de Lavras, através de nota, afirmou que a “Prefeitura está tomando as providências para impedir o aumento do número de notificações da gripe no município”. Ainda de acordo com a nota, “o prefeito Silas Costa Pereira e José Mourão Lasmar, secretário de Saúde, encaminharam em Belo Horizonte à Fausto Pereira dos Santos, secretário de Estado de Saúde, o pedido da antecipação da campanha de vacinação contra a H1N1, prevista para ter início no dia 30 de abril. O pedido também foi encaminhado à Assembléia Legislativa, para que os deputados possam interceder junto à Secretaria de Estado da Saúde e também ao Ministério da Saúde, em Brasília”.

jornaldelavras.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!