LAVRAS - Dengue: já são 200 casos por hora no Brasil; Lavras já notificou 82 casos neste ano
02/03/2016 09:47 em Cidade

O número de casos de dengue aumentou 130% em duas semanas e ultrapassa 200 registros por hora no Brasil. Considerando os dados até 6 de fevereiro, foram notificados 170.103 mil casos da doença no Brasil, ante os 73.872 mil registros do balanço fechado em 23 de janeiro. Em relação ao ano passado, que teve recorde histórico de notificações, também houve aumento no número de registros: foram 116.452 mil no mesmo período. 

No 1º boletim oficial de 2016, havia o registro de 2 casos por minuto, 120 por hora. Três semanas depois, esse número já supera 3 por minuto. O número de mortes, no entanto, caiu. Entre 3 de janeiro e 6 de fevereiro, foram 9. No mesmo período de 20015, houve 103.

Em Lavras, do dia primeiro de janeiro até hoje, a Vigilância em Saúde notificou 82 casos de dengue no município, sendo 8 casos de pacientes de outras cidades – Nepomuceno (2 casos), Ijaci (2 casos), Porto Velho, Ribeirão Vermelho, Santo Antônio do Amparo e Belo Horizonte. Dos 74 casos de pacientes de Lavras, 13 já foram confirmados.

De acordo com a nota divulgada, as autoridades da área da saúde em Lavras estão trabalhando para conter o avanço do mosquito. No ano passado Lavras foi à cidade do Sul de Minas que mais registrou casos de dengue e figurou entre as cinco em toda Minas Gerais. Neste final de semana, no sábado, dia 27, a Vigilância em Saúde realizou mutirões nos bairros Jardim Campestre I, II e III, das 8h às 13h.

A Prefeitura de Lavras disponibilizou um caminhão para recolher objetos que acumulam água e podem se transformar em criadouro para o mosquito, o caminhão circulou do dia 17 até 29, nos bairros Esplanada, Aquenta Sol, Lavrinhas, Nossa Senhora de Lourdes, Vila Mariana, Cohab, Cohab 2, São Francisco e Jardim Glória; Jardim Fabiana, Centro Norte e Centro Sul; Inácio Valentim, Nova Lavras, Pitangui, Vale do Sol, Jardim América e Vila Bandeirantes; Cruzeiro do Sul, Joaquim Sales e Belizandra; Água Limpa, Novo Água Limpa I e Novo Água Limpa II.

jornaldelavras.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!