NOOOSSA - Faixas do segundo álbum de Ludmilla estão sendo cada vez menos ouvidas
26/09/2016 10:52 em Música

Se as cartas jamais mentem, como afiançam as cartomantes, os números de plays em plataformas de streaming também revelam verdades que artistas e gravadoras preferem omitir da mídia. Os números decrescentes de plays nos quatro singles do segundo álbum de Ludmilla – disponibilizados progressivamente nas plataformas digitais desde junho – sinalizam que diminui cada vez mais o interesse popular pelo lançamento de nova música da cantora e compositora fluminense de funk pop.

 


Se o primeiro single (Bom, lançado em 17 de junho) totalizou três milhões 135 mil e 273 plays no Spotify até a manhã de hoje, 25 de setembro de 2016, o quarto e por ora derradeiro single do álbumn (Tá tudo errado, lançado em 17 de setembro) contabiliza por enquanto 128 mil e 981 audições.

 


A queda já tinha sido brusca do primeiro para o segundo singleSou eu, lançado em 26 de agosto e por ora com 644 mil e 863 plays. Terceira faixa do álbum posta na rede, Abstinência– música gravada com a participação do rapper carioca Filipe Ret – teve 312 mil e 867 audições. 

 

A rigor, são somente números de uma plataforma específica (das mais importantes e influentes no mercado de música digital, diga-se). O fato é que o segundo álbum de Ludmilla, A danada sou eu, vai chegar ao mercado fonográfico em 21 de outubro, em edição da Warner Music, com produção de Umberto Tavares e Mãozinha e com a participação do cantor sertanejo Gusttavo Lima em Homem é homem.

 

 

Como todo segundo disco, A danada sou eu pode sedimentar ou diluir a trajetória fonográfica de Ludmilla. Aguardemos o álbum e os futuros singles para ver se os números de uma determinada plataforma digital, assim como as cartas, jamais mentem...




(Crédito das imagens: reprodução da capa do single  Tá tudo errado. Ludmilla em foto de JR Duran. Reprodução do Spotify)

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!